Webnode

Susana & Telmo

Susana:

Nome: Susana Simões

Idade: 39 anos

Distrito: Porto

Profissão: Professora

Treinador: não tem

Ídolos Desportivos: Chrissie Wellington (inglesa, campeã do mundo de Ironman que vivia no Nepal e começou a competir no triatlo aos 29 anos, até essa idade corria e pedalava pelas montanhas dos Himalaias)

Frase que mais te inspira: "O entusiasmo é a maior força da alma. Conserva-o e nunca te faltará poder para conseguir o que desejas." ( Napoleon Hill )

 

Telmo:

Nome: Telmo Veloso

Idade: 36 anos

Distrito: Porto

Profissão: Economista

Treinador: não tem

Ídolos Desportivos: Killian Jonet, Marco Olmo e Javier Gomez Noya (campeão do mundo de triatlo)

Frase que mais te inspira:"Dizem que o que procuramos é um sentido para a vida. Penso que o que procuramos são experiências que nos façam sentir que estamos vivos." ( Joseph Campbell )

 

Trail de Portugal (TDP) – Como sabemos, vocês também fazem triatlo. Como surgiu esta paixão pelo Trail e porque preferiram o trail ao triatlo?

Telmo e Susana (TS) – Nós, apesar de no último ano termos participado praticamente em provas de trail, continuamos a adorar o triatlo, especialmente de longa distância. São 2 modalidades completamente diferentes mas que se complementam. Quem treina para triatlo está preparado para o trail. Em Espanha, por exemplo, a maioria dos atletas de trail também são triatletas.

 

TDP – O triatlo é duríssimo devido à transição de vários desportos distintos, que no seu conjunto trabalham todo o corpo; O trail é duríssimo devido à sua tecnicidade e declives. Qual é realmente, para vocês, a modalidade mais difícil? Porquê?

TS– Não há modalidades mais difíceis do que outras, tudo depende dos objetivos e das capacidades de cada um. A grande diferença que sentimos entre as 2 modalidades é o tempo que nos obriga a dispor para treinar. No triatlo se o objetivo for participar em provas de longa distância temos de treinar bicicleta no mínimo 9/10 horas por semana, se ainda juntarmos a corrida e a natação podemos chegar quase às 20 horas. Esse é a maior dificuldade do triatlo, ter tempo para treinar e ao mesmo tempo conciliar a vida profissional e familiar. No trail running a carga horária poderá ser menor, apesar de seremos da opinião que todos os atletas que fazem trail deveriam nadar e pedalar porque é um tipo de esforço diferente que permitiria poupar as articulações e não entrar em monotonia.

 

TDP – Que benefícios acham que vos traz o facto de serem um casal a praticar a mesma modalidade? É mais fácil correr “a dois”?

TS –Claro que é muito mais fácil correr “a dois”. Não temos de nos preocupar tanto com a hora dos treinos ou a data das provas porque o outro também lá está. Nós já nos conhecemos no desporto, tínhamos começado há pouco tempo a correr no Porto Runners. Para nós o desporto é uma forma de vida e é muito bom poder partilhar com quem mais gostamos.

 

TDP – O facto de serem um casal, a Susana sendo mulher, tem uma capacidade física menor que o Telmo. Como fazem nos treinos? Treinam sempre juntos?

TS – Por norma treinamos juntos, é uma excelente oportunidade de estarmos juntos e conversarmos. Claro que se temos de treinar a ritmos mais elevados temos que correr em separado, mas na maioria das vezes treinamos juntos. A grande vantagem é que se um de nós estiver com preguiça o outro entusiasma.

 

TDP – Se um dia surgir a oportunidade que quererem ter um filho, que mudará na vossa vida desportiva?

TS – Sinceramente não passa pelos nossos planos ter filhos, mas se eventualmente acontecer teremos de nos adaptar como todos os casais que têm filhos e fazem provas, e há cada vez mais.

 

TDP – Quanto à Marathon Des Sables (250Km no Deserto do Sarah), como e onde está a decorrer a vossa preparação especifica?

TS – A nossa preparação está a decorrer essencialmente nas ruas do Porto. Não há tempo durante a semana para irmos para outro lado. Fomos aumentando a carga aos poucos e passamos de uma média inicial de 80kms para +/- 140kms. A natação e a bicicleta têm servido para recuperação ativa. Ao fim de semana tentamos fugir à rotina, já fomos correr para as dunas da praia da Comporta, da praia de S. Jacinto, para o Gerês, para Valongo...

 

TDP – A inscrição na MDS e toda a logística envolvente à realização desta prova, geram gastos enormes, principalmente quando é um casal que o preço é a dobrar. Foi fácil arranjar apoios de patrocinadores para comparticiparem as vossas inscrições e a vossa logística?

TS – Há 2 anos estivemos pré-inscritos na prova e andávamos a tentar angariar apoios para o valor da inscrição (3.500€/cada) quando a Susana teve uma fratura de stress que nos obrigou a desistir. Nessa altura tivemos a noção que era quase impossível obter patrocínios que nos comparticipassem nas inscrições e na logística. Com a vitória em 2011 na Isostar Desert Marathon tivemos como prémio a inscrição gratuita para a MDS, assim sendo os únicos custos que temos são nos materiais obrigatórios (saco cama, mochila, roupa especifica, comida,…).

 

TDP – Quais as vossas espectativas para a prova? Vão fazer a prova juntos ou cada um ao seu ritmo?

TS – Optámos por começar e tentar fazer a prova em separado, é uma forma de testarmos os nossos limites. Mas se por algum motivo tivermos de avançar juntos não temos qualquer problema. O que queremos é terminar, esse é o nosso principal objetivo.

 

TDP – Agora deixemos a MDS, quais os vossos objetivos para o futuro ao nível desportivo?

TS – Para já só estamos inscritos no Campeonato do Mundo de Triatlo Longo que se disputa em Espanha no final de julho. Depois da MDS é que vamos analisar o calendário e fazer algums escolhas, porque tudo depende do “estado” em que ficarmos na MDS. Temos alguns triatlos e trails em vista mas…

 

Respostas rápidas

Susana:

Desporto: prazer

Trail: contacto com a natureza

Montanha: Picos da Europa

Dureza: subidas

Provas: Vuelta al Aneto, Desafio Donanã (triatlo) e Ironman Frankfurt

Site “Trail de Portugal”: informação útil

 

Telmo:

Desporto: forma de vida

Trail: correr na natureza

Montanha: Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido (Pireneus)

Dureza: desafio

Provas: Vuelta al Aneto, Cavalls del Vent e Ironman Frankfurt

Site “Trail de Portugal”: útil e inovador

 

Obrigado Telmo e Susana!


Webnode